Escolhendo a atração musical do casamento!

Por | festas | Sem comentários

Entre as milhares de decisões que os noivos têm que tomar para o grande dia, está a escolha das músicas que vão embalar o casamento, tanto na cerimônia, quando na festa. Ao contrário do que algumas pessoas podem imaginar, essa escolha não está apenas relacionada ao gosto dos noivos, mas envolve outras questões como a temática da festa, a estrutura do local, o tempo de planejamento e principalmente, o orçamento, que acaba sendo o item que influencia diretamente todas as decisões desse dia.

De olho no orçamento!

Como já foi dito, o orçamento é a questão principal em qualquer decisão sobre o casamento, afinal, não adianta os noivos se dedicarem tempo à uma escolha que não está financeiramente ao alcance, pois isso gera frustração e acaba tornando o processo de planejamento do casamento estressante, quando ele deve ser um momento de alegria e empolgação. Então na hora de escolher as atrações musicais, a primeira coisa é definir qual valor poderá ser gasto nisso. Se os noivos considerarem que é um prioridade, eles podem reorganizar o orçamento para ter mais verba para investir nessa escolha.

Conheça suas opções

Uma boa pesquisa faz toda a diferença no planejamento do casamento. Não apenas para a música, mas para qualquer decisão. Nesse caso, ver todas as opções possíveis é a melhor forma de começar. Os noivos podem optar tanto por uma banda, quanto por um DJ, assim como pode escolher os dois e até outros tipos de atrações para o casamento, então tire um tempo para conhecer todos! Veja apresentações, converse com os profissionais e diga o que você espera para esse dia, é imprescindível que os músicos/djs e os noivos estejam em harmonia para que tudo saia da melhor maneira possível!

Pense nos seus convidados!

Gosto musical é uma coisa muito particular, mas no caso dos casamentos, é importante que a decisão sobre as atrações musicais seja tomada pensando em todos que estarão presentes. Então por mais que os noivos tenham um gosto muito específico de música, se os convidados têm um perfil diferente, vale a pena diversificar, afinal, a ideia é que a noite seja agradável para todos. Uma boa opção para fazer isso sem ter que escutar aquela música que você odeia no seu casamento é passando uma lista de “proibidas” para o músico/Dj, assim ele pode trabalhar agrandando à todos!

Uma boa escolha musical faz muita diferença, tanto na cerimônia quanto na festa, então tenha paciência na hora de tomar a decisão. E como sempre, vale muito a pena escutar a opinião e indicação de quem trabalha com planejamento de casamentos, afinal, esses profissionais sabem perfeitamente o que pode dar certo para tornar a festa inesquecível não apenas para os noivos, mas para todos os que estão presentes!

Dicas para facilitar o planejamento do seu evento!

Por | eventos, organização | Sem comentários

Que organizar um evento exige prestar atenção em muito detalhes a maioria das pessoas já sabe, mas como conseguir fazer isso sem ficar louco, sem esquecer de nada e ainda por cima, dando conta de todas as outras responsabilidades que existem, afinal, mesmo que você trabalhe com planejamento de eventos, você nunca está fazendo um só, certo?

Existem algumas estratégias e práticas que você pode colocar na rotina e que vão te ajudar no momento da organização. Elas são simples e qualquer pessoa pode fazer. Então se é o primeiro evento que você organiza, essas dicas podem te dar um norte, agora se você já trabalha com isso, com certeza vai pensar em meios de aperfeiçoar cada uma delas e tornar seu trabalho ainda mais efetivo.

Check list!

Um check list bem elaborado pode ser uma das ferramentas mais fáceis, simples e estratégicas para esses momentos. Ele ajuda a organizar o que deve ser feito e mantém sua cabeça mais tranquila, sem ter que ficar preocupado em não esquecer, afinal, se bem feito, o check list faz a vez da sua memória.

Algumas pessoas gostam de manter tudo no tablet ou celular e o que não faltam são aplicativos que ajudam a montar esses check lists e inclusive podem mandar avisos para você. Agora, sempre existe o velho e bom papel e caneta, ou seja, dá para aplicar essa prática da maneira que combina melhor com o seu perfil.

Divida o evento em fases

Todo evento pode ser dividido em pelo menos três fases: antes, durante e depois. Então organize suas atividades pensando nisso. O que deve ser resolvido agora, o que terá que ser resolvido no dia e o que deve ser feito depois. Por sinal, você pode inclusive criar um check lista para cada um desses momentos, assim, você tem uma noção ainda melhor de tudo o que tem que fazer.

Se possível, crie ainda mais fases ou divida o evento em setores, tipo: comida, atividades, estrutura, pagamentos etc. Quando mais você fragmentar as ações, mais fácil fica de ver o que deve ser feito agora e o que pode ser resolvido depois.

 Delegue e priorize

Delegar atividades nem sempre é fácil para algumas pessoas, mas é essencial na organização de um evento. Veja, dentro das suas atividades, o que pode ser repassado para um assistente, para outro setor, enfim, que responsabilidade pode ir para outra pessoa, porque apesar de tudo ser importante, não adianta você fazer tudo mal feito por falta de tempo. Para ajudar a delegar, é importante que você consiga priorizar as decisões e para isso, tanto o check list quanto a divisão do evento em fases vai ajudar. Por exemplo, um detalhe que você tem mais tempo para resolver, você pode delegar, assim, além de já dar andamento para a realização, você consegue se dedicar ao que é urgente e ainda acompanhar o que está sendo feito.

Parecem coisas simples, mas elas fazem muita diferença. Cada pessoa tem um perfil e lida de maneira diferente com organização, por isso criar estratégias e práticas como essas pode ajudar. E claro, você sempre pode contar com os profissionais que trabalham com isso e já sabem como montar todo esse planejamento, eles são preparados para tornar o processo mais fácil e mais eficaz.

03 dicas para escolher a flor perfeita para o seu casamento!

Por | festas | Sem comentários

Flores são praticamente indispensáveis em casamentos! Em alguns elas são a peça chave das decorações, em outros, podem ser utilizadas para dar aquele toque especial e que faz toda diferença, certo? Agora, como escolhe a flor ideal? Rosas, lírios, tulipas, com tantas opções bonitas, como decidir? Confira nossas três dicas especiais para fazer a escolha certa!

Estação

É claro que a primeira coisa que você deve levar em conta é a estação do ano e se naquela época você encontra facilmente a flor que deseja. Escolher flores que não pertencem a estação da sua festa pode te fazer ter que gastar mais e além disso, você se arrisca a não conseguir arranjos tão bonitos e vivos.

Para a primavera as recomendadas são: rosas, , jacintos, peônias, dálias, margaridas, girassóis, ranúnculos, orquídeas, tulipas, alamanda, hibisco, margaridinha, petúnia, estefânia, frésia, Azáleas. Já no verão opte pelas camélias, astromélias, cravo, rosa, mosquitinhos, lírios, angélicas, boca de leão, gérberas, copos de leite, dálias, hortênsias. No outono vá de érberas, rosas, astromélias, gipsofylas, orquídeas sybídum, catleya, chuva de ouro, bromélias e gloriosas. E por fim, se o casamento é no inverno, tulipas, flores de cerejeira, gérberas, bocas de leão, copos de leite, mosquitinhos, rosas, chuva de ouro, orquídeas cymbidium, amor perfeito, flor de lótus.

Espaço

Outro fatos que você deve levar em consideração é o ambiente da festa: se ele é fechado, se é aberto, o clima daquele ambiente etc. Por exemplo, para casamentos em salões fechados, que não têm muita influencia do ambiente externo, rosas e orquídeas são ótimas escolhas e ainda trazem um toque mais clássico. Se o casamento é aberto, leve em consideração o clima. Se for na praia, por exemplo, margaridas e lírios são boas escolhas, elas harmonizam e resistem bem ao ambiente.

Período do dia

A hora do seu casamento também conta para essa escolha, casamentos de noite pedem flores mais resistentes, como as rosas ou orquídeas, se você escolher uma flor muito delicada, ela pode não aguentar o tempo de decoração até a festa. Para festas de dia leve em consideração se as flores ficarão expostas, caso sim, opte pelas mais resistentes ao tempo, além disso, opte pelas bem coloridas, elas são ideias para dar um diferencial na decoração e destacar cada detalhe, afinal, nesse período do dia você já não pode contar com luzes para decorar, então invista nas flores!

Seguindo esses três pontos, você vai conseguir escolher uma flor que te agrade, que combine com a sua decoração e com as cores escolhidas para o casamento e melhor, que fique linda durante toda a festa! Outra dica importante é para sempre levar em consideração a opinião de quem trabalha com isso, seja seu assessor de casamento ou profissionais que trabalham com flores. Eles têm experiência e já passaram por diversas situações, então podem te orientar a unir o útil com o agradável, escolhendo algo que te agrade e que atenda as necessidades da sua festa! Depois disso, é só aproveitar a beleza que as flores vão trazer para o grande dia!

 

Cinco passos para um evento corporativo de sucesso!

Por | eventos | Sem comentários

Quer organizar um evento de sucesso, mas não sabe nem por onde começar? Tudo bem, planejar um evento é algo realmente trabalhoso e no caso do corporativo é importante que cada decisão seja estratégica, afinal, esse é um evento que visa não apenas oferecer um momento de “descontração” ou a comemoração de uma data, mas que busca trazer resultados para a empresa, então confira o check list com 05 passos para não errar na hora de começar a organização!

De olho no caixa!

A primeira decisão que você deve tomar para qualquer evento é referente ao orçamento. Quanto você pode gastar no total? Isso é importante porque vai acabar definindo que tipo de serviço está ou não dentro das suas possibilidades, afinal, não adianta ficar planejando um ação que não pode ser executada por falta de orçamento.

É importante que você sempre trabalhe com uma brecha no orçamento, nada de usar até os últimos centavos de uma vez porque imprevistos acontecem e você pode ter alguns gastos pós evento, então planeje bem e deixe um dinheiro reservado para “gastos extras”, isso vai impedir que você tenha problemas financeiros depois.

Marque com antecedência

É importante que o evento seja divulgado com antecedência, deixar para a  última hora vai prejudicar a adesão e você pode perder convidados. Você precisa conhecer seu público e entender que no meio corporativo manter uma agenda de compromissos é importante e que muitas vezes as pessoas terão que se programar para comparecer ao evento, então seja rápido na hora de definir data e local.

Outro fator importante é que se o seu evento for aberto ao público, é indispensável um bom trabalho de marketing e divulgação e isso não pode ser feito de uma hora para outra. Fique de olho!

Seja objetivo

Na hora de contratar o buffet, seja objetivo com o cardápio. Você tem que pensar em qualidade e comodidade nesse momento. Os convidados devem ser bem servidos, mas não precisa encomendar uma quantidade exagerada de comida e acabar perdendo depois. Outro detalhe importante é que o estilo do buffet combine com o evento, ou seja, seu convidado deve se sentir confortável. Por exemplo, não adianta você fazer uma feira e querer servir um jantar. As pessoas estarão andando, a comida deve acompanhar essa movimentação.

Lista de convidados

Se o seu evento for fechado, a lista de convidados é extremamente importante em um evento corporativo e nela deve estar todas as pessoas que são interessantes para a sua empresa. Você pode começar listando os convidados fundamentais, aqueles que não podem ser deixadas de fora, afinal, não vai pegar bem se esquecer de mandar convite para aquele parceiro importante, certo? Depois passe para os convidados estratégicos, aqueles que você quer trazer para mais perto da empresa, seja parceiros, fornecedores, investidores, etc. Revise sempre a lista para não esquecer de ninguém!

Feedback

Por último, mas não menos importante, busque o feedback. Entre em contato com os convidados, seja por e-mail ou pessoalmente, dependendo da dimensão do evento, e procure ouvir a opinião deles sobre tudo: espaço, organização, buffet, apresentações etc. Além desse contato gerar um relacionamento, é uma fonte de informações valiosa para a próxima vez!

 

 

Check list do buffet: três itens para conferir na hora de contratar!

Por | organização | Sem comentários

Se escolher o buffet de um evento fosse apenas optar por uma boa comida, seria fácil, mas a verdade é que tem tantos detalhes envolvidos que é importante ficar atento para não cometer o erro de sair contratando o primeiro que aparecer.

Cada buffet, mesmo com muitas coisas em comum, tem um estilo de trabalho diferente e verificar se ele tem estrutura para atender ao seu evento é essencial, afinal, um serviço de buffet que deixe a desejar vai marcar negativamente a ocasião. Por isso, confira esses três passos para não errar na escolha:

1 – Estrutura de atendimento

Atender um casamento com 200 pessoas é uma coisa, atender um evento corporativo no qual vão passar mais de 2 mil pessoas é outra. Ao procurar o buffet, tenha em mente uma média de convidados do seu evento, isso é indispensável para que ele possa te oferecer, com segurança, um orçamento. Não adianta contratar um buffet pequeno para um grande evento e depois reclamar do atendimento, para economizar, e depois reclamar do atendimento. Seja claro sobre o que você quer e veja se o buffet pode atender.

2 – Busque referências

Ouvir a opinião de quem já utilizou um serviço é sempre bom! Busque referências sobre o buffet. Hoje em dia, com as redes sociais, isso se tornou bem mais fácil.  Claro que você deve observar essas referências com um olhar crítico, não saia acreditando em tudo o que lê. Se viu um feedback negativo, converse com o buffet, as vezes vale a pena ouvir os dois lados, afinal, você não sabe a história toda. Um bom buffet vai conseguir te mostrar ótimas referências!

3 – Degustação e qualidade

Claro que você não vai contratar um buffet sem antes passar por uma degustação, certo?! Aproveite bem esse momento para tirar dúvidas sobre o cardápio e inclusive para provar comidas novas. Algumas vezes você chega com um determinado tipo de comida em mente, mas existem outras opções que podem te atender melhor e nesse caso, vale a pena estar aberto as novidades.

Ficar de olho nesses três itens vai te ajudar a fazer uma boa escolha e além disso, se você tem um profissional que está te assessorando no casamento, leve muito em consideração o que ele fala, afinal, experiência nesse ramo é tudo!

Além disso, depois que você utilizar o serviço do buffet, não deixe de dar seu feedback sobre o trabalho, assim você ajuda outras pessoas que estão nessa procura. Se o serviço foi bom, ele deve ser elogiado! E se você sentiu que deixou algo a desejar, seja sincero e deixe claro o que foi, apenas criticar sem dizer os motivos não vai ajudar ninguém.

 

Curiosidades sobre as tradições do casamento

Por | festas | Sem comentários

A cerimônia do casamento é cercada de tradições e costumes que a maioria das noivas sonha em manter no grande dia. O vestido branco é provavelmente a maior delas. Já é uma tradição tão enraizada que é raro e acaba causando estranhamento quando uma noiva opta por outra cor para a cerimônia. Alem disso, vários outros detalhes estão na lista das tradições: as madrinhas, o buquê, jogar arroz nos noivos… mas você já se perguntou de onde elas surgiram e por quê? Confira algumas histórias!

Vestido Branco

Nem sempre as noivas entraram de branco. Esse costume começou no século XVII, no casamento da Rainha Vitória e acabou se tornando popular com a ideia de que a cor simboliza pureza. Antes de esse costume pegar, na idade média, a cor mais usada era o vermelho.  Já imaginou uma noiva de vermelho hoje em dia?

Buquê

Por que as noivas carregam um buquê? Hoje em dia podemos dizer que é para completar a roupa e até mesmo, para jogar para as madrinhas e “passar a vez” do casamento, certo? Mas quando surgiu o buquê era um amuleto contra mau-olhado, tanto que um dos itens utilizados para montar o arranjo era alho. Bom, melhor manter a ideia de um boque apenas com flores, não é? Ninguém quer cheirar alho no grande dia!

Protegendo a noiva

Um costume que surgiu na idade média é a noiva se posicionar do lado esquerdo do noivo durante a celebração. Isso acontecia porque assim, se alguém quisesse roubas a noiva, seu companheiro a defendia com uma espada, usada com o braço direito. Já imaginou um duelo de espadas bem no meio do casamento?

Madrinhas

Se hoje a noiva deve ser o centro da atenção nos casamento e é até mal visto um convidado ir vestido de branco, na Roma Antiga as madrinhas se vestiam exatamente como ela! Sim, a mesma roupa, a mesma cor, tudo igual. Isso porque as pessoas acreditavam que o casamento poderia atrair espíritos ruins, por ser uma ocasião boa, e para proteger a noiva, as madrinhas se vestiam igual para confundir essas entidades indesejadas até que os noivos estivessem oficialmente casados.

Arroz para dar boa sorte

Jogar arroz nos noivos é um costume que, apesar de ainda existir, não é dos mais presentes. Essa tradição veio da China e é usada há dois mil anos. A intenção dos convidados e desejar fartura para a vida do casal, pois na cultura chinesa os grãos simbolizam a fertilidade.

Independente das tradições e de como elas surgiram, os costumes de casamento hoje tem como objetivo celebrar a união do casal. A verdade é que não existe regra do que deve ou não ser feito, o importante é que tudo seja do gosto dos noivos. Do vestido até a festa, a ideia é reunir amigos e familiares para comemorar o início dessa nova etapa. E claro, cada dia surgem novos costumes e tradições que são incorporadas ao grande dia, mas no fim, o importante é que tudo seja perfeito para o casal apaixonado!

Como escolher a cor do casamento

Por | festas | Sem comentários

Quando os noivos começam a planejar o casamento e se deparam com as decisões da decoração, a primeira pergunta que eles devem responder é: que cor será utilizada para o casamento? Parece uma pergunta simples, que leva em consideração apenas “a cor preferida” do casal, mas a verdade é que quando eles se deparam com as milhares de opções de combinações e dos detalhes da decoração, responder essa pergunta pode ficar um pouco mais difícil.

A cor do casamento é aquela que vai ditar toda a paleta de cores da festa. Desde as flores até o guardanapo em cima da mesa. É importante que ela seja uma cor que realmente agrade aos noivos, para que eles não sintam que a decoração ficou pesada demais ou que ficou “sem graça”, por isso é normal que os noivos cheguem com uma cor em mente e ao ver as opções de decoração, acabem repensando. Uma coisa é gostar de uma cor na sua blusa, em um vestido, a outra é ver ela espalhada por todo o seu casamento.

Cores quentes

Quando a opção dos noivos são as cores mais quentes e fortes, o ideal é que elas sejam acompanhadas de tons mais neutros e claros para dar uma amenizada. Normalmente se utiliza um tom central na decoração, por exemplo, vermelho. Não quer dizer que não possa ser adicionado outras cores fortes nos enfeites e principalmente através das flores, mas nesse caso, é importante prezar pelo equilíbrio nas escolhas, para que não fique muita informação. Vale ressaltar que isso vale para casamentos que forem seguir a decoração mais clássica e tradicional. Uma exceção para esse caso são os casamentos temáticos. Se o tema do casamento pedir diversas cores fortes na decoração, elas já criam um outro ambiente e complementam o espaço.

Cores amenas e neutras

Se nas cores quentes a preocupação é que a decoração fique carregada, nas cores amenas e neutras ela é inversa. Se um tom de bege é escolhido como cor para o casamento, os noivos devem pensar e ver as opções de decoração para que tudo não fique muito “sem vida”. Nesse caso, optar por colocar cor na decoração através das flores é uma ótima ideia.  Elas vão se destacar nos tons amenos e vão fazer toda a diferença no cenário geral do casamento. Além disso, as mesas de comida e doces podem ser muito estratégicas para dar mais cor á decoração.

Vidros, espelhos e acrílicos

Independente do tom do casamento, decorações em vidros ou com espelho e móveis em acrílico transparente são ótimos para dar um toque a mais. Eles combinam com qualquer tom e vão completar a decoração com elegância. Vale a pena investir nesses detalhes!

Escute a voz da experiência

Se você tem um assessor ou alguém com experiência em decoração te ajudando no casamento, ouça suas opiniões e conselhos. Essa pessoa com certeza sabe como aplicar seus desejos para obter os melhores resultados. Isso não quer dizer que você tem que aceitar algo que não goste, mas converse e esteja aberto a sugestões, isso pode te ajudar a tomar a melhor decisão para esse grande dia!

Estilos de buffets para festas

Por | eventos | Sem comentários

Uma das decisões mais importantes de uma festa é a escolha da comida. Não apenas a decisão de que buffet contratar, mas qual será o tipo de comida que esse serviço irá oferecer. Além de ser uma decisão importante, nem sempre é fácil de tomar, principalmente se você não tem um profissional te orientando, isso porque um evento sempre tem mais de uma pessoa no planejamento e conciliar os gostos de quem está organizando, mais levar em consideração o público/convidados é um desafio.

Existem algumas escolhas tradicionais que são as mais comuns em determinados eventos, mas não é uma regra. A maioria das pessoas opta por essas opções porque acabam sendo financeiramente viáveis. Por exemplo, servir coquetel em um evento corporativo é mais viável que servir janta, percebe? Tudo vai depender muito de como é a estrutura que o evento vai oferecer.

Janta

A tradicional janta é normalmente realizada em casamentos, formaturas e festas de debutantes. São festas que oferecem estrutura de mesa/cadeira para que a pessoa possa se sentar e comer tranquilamente. O que pode mudar nesse caso é a forma como a comida será servida. Ela pode ser entregue por prato diretamente na mesa ou pode estar em um self service. A escolha entre um e outro depende da quantidade de pessoas na festa, afinal, servir 200 pratos é uma coisa, servir 800 é outra.

Coquetel

O coquetel é sempre uma ótima opção se você quer um ambiente mais descontraído na festa. E principalmente se o seu evento tem muitos convidados. Com o coquetel, você não precisa montar as mesas tradicionais, pode optar por bistrôs e outros tipos de ambientes. A diversidade de comida que você pode oferecer também é bem maior.

Uma das tendências em coquetéis são as fingers food. Elas são porções pequenas de comida que as pessoas podem degustar segurando na mão. Uma combuca de escondidinho de carne seca, por exemplo. São comidas quentes, normalmente, que “substituem” a janta de uma forma mais prática, pois a pessoa não precisa ter onde apoiar para comer. É uma ótima opção!

Ilhas de comida

Outra tendência principalmente em festas de formatura são as ilhas de comida, que são mesas espalhadas pelo evento que permitem que a pessoa se sirva sozinha. Uma forma de deixar elas ainda mais interessantes e colocando em cada mesa um tipo de comida. Uma mesa para comidas quentes, uma para comidas frias. Essa é uma ótima opção para festas com muita gente, tendo mesas para se sentar ou não, porque nesse caso, a organização precisa cuidar apenas para que os pontos sejam reabastecidos, já que a parte de se servir fica por conta dos convidados.

Para encerrar

Independente do estilo de festa que você vai fazer, oferecer um “café” para quem fica até o final é sempre uma ótima escolha! Isso é muito comum em festas de casamento e formatura. Existem opções mais tradicionais, como um café com bolos e pães até as mais modernas, como pastéis ou outros aperitivos assim. A ideia é oferecer uma comida de “fim de festa” para fechar o evento com chave de ouro.

 

 

 

 

Como fazer um baile de debutante temático

Por | festas | Sem comentários

O Baile de Debutante é uma das festas mais tradicionais que encontramos hoje em dia, no entanto, isso não quer dizer que ele ainda mantêm os mesmos costumes de antigamente. Cada vez mais esses eventos são realizados com temas diferentes, o que torna a noite ainda mais personalizada.  Agora, como escolher o tema certo para essa festa? Confira algumas dicas.

Seja criativo!

Na hora de pensar um tema para o baile de debutante, criatividade é a palavra chave. Não existem regras que ditem o que pode ou não ser usado como tema, o jeito é optar por algo que te agrade. Você pode pensar em um filme que você gosta, em um hobbie, em um estilo de vida, enfim, praticamente tudo pode virar tema de festa, o mais importante na hora de escolher é que o tema combine com a sua personalidade.

Depois de pensar o tema, chegou a hora de pensar como fazer ele dar certo. Que tipo de decoração, música, roupa vai ajudar sua festa a ser completamente temática. Nesse caso, a decoração é a chave principal, porque é ela que vai criar todo o ambiente e por isso, vale a pena investir nos pequenos detalhes, que vão fazer toda diferença.  Pesquise tendências e conheça todas as opções, isso vai te ajudar a colocar tudo o que você quer dentro do seu orçamento e planejamento da festa.

Tradicional x moderno

Não é porque você vai fazer um evento temático e moderno que precisa abrir mão de alguns ritos do baile tradicional. Se dançar a valsa é um desejo seu, inclua ela na programação da sua festa. Fazer a recepção, ter a madrinhas, enfim, qualquer detalhe do baile tradicional pode ser incorporado ao baile temático e nesse caso, as roupas serão o grande diferencial. Se sua festa for à fantasia, por exemplo, você e seu pai podem estar com fantasias que combinem para a valsa. Se o tema for um filme, suas madrinhas podem estar vestidas como determinado personagem. Enfim, tudo é uma questão de adaptação.

Opções de tema

Para quem quer manter o ar mais tradicional da festa, mas ao mesmo tempo dar um toque diferente, baile de máscaras é uma boa opção. Já para quem quer algo bem divertido e diversificado, o baile à fantasia é ideal.

Além deles, épocas e estilos são ótimos temas. Década de 60, 70 ou 80. Festa estilo luau ou estilo country. Todos esses temas fogem bastante do tradicional, principalmente no que diz respeito à decoração e trajes.

Além disso, cores também são ótimos temas: festa do branco, festa do vermelho, enfim..vale qualquer cor, porque no fim das contas, usar e abusar da criatividade já é o primeiro passo para realizar uma festa incrível!

A importância dos eventos corporativos

Por | eventos | Sem comentários

Cada dia mais empresas apostam em eventos corporativos para reforçar a relação dos colaboradores, tanto entre si quanto com outros parceiros e clientes potenciais. Se antes esse tipo de evento só era pensado para lançar um novo produto ou era realizado em datas específicas, hoje ele  faz parte da programação de setores estratégicos da empresa, como marketing ou recursos humanos, porque além de divulgar e fortalecer o negócio, também oferece resultados internos no desempenho e relacionamento da equipe.

Estratégico

Todo evento corporativo é, antes de tudo, estratégico. Isso porque sempre existe um objetivo final para ele. Pode ser conquistar novos clientes, apresentar um novo produto ao mercado, comemorar uma conquista da empresa e assim, fortalecer a marca, capacitar a equipe ou mesmo oferecer momentos de descontração que beneficiem o relacionamento dentro da empresa. Não importa o tamanho do evento, ele tem um objetivo. Ter consciência disso é importante para que o planejamento seja bem feito e o evento seja bem sucedido e corresponda as expectativas.

Pequenos momentos, grandes resultados

Um erro comum das empresas é organizar apenas eventos voltados para o seu cliente e fornecedores e nunca para a sua própria equipe. Ou ainda, se limitar a criar esses momentos de socialização apenas em confraternizações como de fim de ano. Realizar encontros periódicos entre os colaboradores é uma forma muito eficaz de melhorar o ambiente da empresa e quando isso acontece, o desempenho da equipe melhora.

Pensar uma pequena reunião para comemorar os aniversários do mês, oferecer um ambiente que possibilite momentos de descontração no dia a dia (uma copa, uma cozinha para tomar café), esse tipo de atitude muda a convivência dentro da empresa e beneficia a todos.

Fortalecendo as relações externas

Eventos para parceiros e fornecedores são muito estratégicos, também. Na maioria das vezes, o contato com essas pessoas na rotina é muito rápido e se a empresa planeja momentos fora desse cotidiano possibilita um encontro com mais qualidade, o que vai permitir que esses parceiros e fornecedores conhecem melhor a empresa e as pessoas que trabalham nela e vice versa. Um bom relacionamento é extremamente estratégico nesse caso, afinal, o resultado da empresa depende diretamente desse vínculo.

Grandes eventos

Grandes eventos tornam-se um referencial da empresa no mercado. Se uma empresa sempre faz o lançamento dos seus produtos em eventos marcantes e que chamam muita atenção, ela consegue que aquele momento se torne uma referência no mercado em que atua e seus clientes vão sempre esperar pelo próximo lançamento.

Além de lançamentos, uma das tendências e a realização de grandes workshops e seminários voltados para os profissionais da área. Eles reformam o trabalho que a empresa faz, disseminam conhecimento e são uma ferramente poderosa de marketing. Bem organizados e executados, eles acabam entrando na agenda dos profissionais experientes e se tornando o desejo dos que estão começando no mercado.

É indispensável que as empresas pensem em seus eventos hoje em dia. Seja grande ou pequeno, ele deve estar no planejamento e com certeza pode trazer melhores resultados ao longo do ano.